Diferenças….

diferenças“Nossas Diferenças”….. deveríamos aprender do fundo do coração  verdadeiramente a respeitá-las, mas não é isto que acontece no nosso dia a dia. Batalharmos pelo respeito às diferenças, não significa ter de concordar com todas elas. Respeito é uma coisa, concordar é outra. Hoje em dia, se temos uma opinião que difere da maioria, podemos sentir na pele que este “respeito pelas diferenças” tão defendido por tantos, torna-se um paradóxo. Para muitos, não basta respeitarmos as diferenças, temos que concordar com elas. Não acho que é assim que tem que ser. Respeito tem que ser de todos os lados e para todos e não unilateral. Se temos opiniões diferentes em algumas coisas, que as pessoas possam respeitar e aceitar também. Hoje, com esta liberdade de expressão, as pessoas parecem que esqueceram o que é educação, então às vezes, tudo fica muito sem nexo. Ao mesmo tempo que lutamos por uma coisa, quando alguém discorda,…. “as pedras são atiradas”. Não podemos confundir as coisas. Vamos ser civilizados nas nossas convicções, porque nada mais prazeroso do que “discutirmos” e “debatermos” as nossas diferenças com respeito e educação. Radicalismo “emburrece” e não nos leva a lugar nenhum. Respeito pelas diferenças é um assunto que serve para várias situações do nosso cotidiano, tanto nas pequenas como nas grandes coisas, então é só pensarmos em praticár-lo nas nossas atitudes e assim nos tornarmos melhores como pessoas.

Existe aquele famoso ditado, ” não faça aos outros o que não quer que façam à si “, então, ” Viva as Diferenças “. Que possamos aceitar e sermos aceitos quando não tivermos as mesmas opiniões sobre qualquer coisa, mas sempre procurando o respeito pelo nosso próximo, e aí sim, aprendermos com “as diferenças”. Parece fácil, mas na prática, sabemos que não é.