Confusão de sentimentos…

images.jpgconfusao de sentimentosSentimentos….muitas vezes ficamos tão confusas com tantas emoções acontecendo ao mesmo tempo que não sabemos como agir. Jogamos tudo para o alto? Esperamos para ver se tudo clareia a nossa volta? São tantas perguntas, tantas respostas e não conseguimos chegar numa conclusão concreta. O tempo vai passando e muitas vezes vamos seguindo infelizes mas tentando nos convencer de que talvez seja melhor estar nesta situação do que não estar vivenciando nada. O racional nos pede que reconheçamos o que estamos vivendo no momento, mas o emocional não está feliz e vai nos criando uma confusão interna que é difícil de lidar. Questionamos nossos sonhos, nossos desejos, nossa ética, nossos princípios, e quando somos sinceras com nossas posições perante a vida e as pessoas, a maioria das vezes somos criticadas como pessoas impacientes, chatas, e por aí vai. Cada vez mais chego a conclusão de que o mundo atual está sempre com “os dedos prontos para clicarem” na próxima pessoa, na próxima situação e que “a página” mude.  Ninguém quer lidar com ninguém e todos queremos ter razão. Pessoas incompetentes querem “chegar lá” (aonde quer que seja este “LÁ”), sem se prepararem, sem estudarem, sem respeitarem quem já trilhou a caminhada, enfim, são os famosos “puxa-sacos” de sempre. Ah os puxa-sacos, estes me cansam DEMAIS… não tenho paciência para eles. Acredito que nada é por acaso e estamos em cada momento da vida por várias razões de aprendizado, crescimento, amadurecimento, então mesmo sem saber muito “os porquês”, continuamos tentando lidar e jogar de acordo com a “partida do momento”. Nem sempre ganhamos, mas jogar para o time é o que realmente importa no final. Muitos acham que só quem faz “os pontos” num jogo é quem faz um time vencer, mas esquecem de que por trás têm as pessoas que criam, as que dão os passes e as que montam as jogadas. Nem sempre são valorizadas…que pena!!!  Um dia todos aprenderemos que ninguém constrói nada sozinho, então enquanto isso, bola pra frente, porque o que a vida nos pede e ensina é que devemos estar prontos, pois “o importante é jogar”…